09/09
2015
A Lenda do Uirapuru – Folclore

A Lenda do Uirapuru faz parte do folclore da região norte do Brasil, mais especificamente da Amazônia. É um conto indígena sobre um pássaro mágico, o uirapuru.

Narrador: A lenda do Uirapuru é uma história que faz parte do folclore da região Norte do Brasil, mais especificamente da Amazônia.
Diz a lenda que no meio da floresta havia uma tribo onde viviam a índia Anahí e o cacique, seu marido.
Certo dia Quaraçá, um índio guerreiro de uma tribo vizinha se depara com Anahí (pegando água no rio) e se encanta por sua beleza.
Quaraçá: Que linda índia, meu coração está cheio de amor por ela. (Quaraçá aproxima-se de Anahí e diz )
Quaraçá: Olá, você é muito bela, estou perdidamente apaixonado por você.
Narrador: Anahí vira-se e fica encantada com a beleza e a alegria nos olhos de Quaraçá, mas rapidamente cai em si e responde:
Anahí: É impossível esse amor, sou casada com o cacique da tribo. (foge)
Narrador: Duas índias que ouviam a conversa entre os dois ficam mordidas de ciúmes.
Índia 1: Você ouviu isso?
Índia 2: Que absurdo, Quaraçá, o índio mais belo, apaixonado, por Anahí, era só o que me faltava!
Índia 1: Acho que vou contar para o cacique…
Índia 2: Tá louca!? Ele mata Anahí.
Índia 1: Só assim poderia me casar com Quaraçá.
Índia 2: Pois sim, Eu é que me casaria com ele.
(as duas saem brigando)
Narrador: Após o encontro com Anahí, Quaraçá entra em uma tristeza profunda e decide procurar o Deus Tupã para pedir ajuda.
Quaraçá: Deus Tupã, ajude-me estou sofrendo demais pelo amor da Índia Anahí.
Deus: Mas meu filho, Anahí é a mulher do cacique, esse amor é impossível!!!
Quaraçá: Sim, eu sei, por essa razão venho implorar pela sua ajuda.
Deus: Mas não posso te dar a felicidade as custas da infelicidade do cacique.
Quaraçá: Eu só queria poder ficar perto dela.
(Deus pensa durante um tempo)
Deus: Se a sua felicidade depende apenas de você estar ao lado de Anahí, posso te dar esta benção. Posso transformá-lo em um lindo pássaro colorido de um canto tão belo que você irá encantá-la e você poderá seguí-la e estar sempre ao seu lado.
Quaraçá: Mas ela nunca saberá quem sou?
Deus: O encanto só terminará se, e somente se, Anahí conseguir descobrir que o Uirapuru é você.
Quaraçá: E se ela descobrir poderei viver junto dela?
Deus: Isso não poderei revelar, só o tempo dirá.
Quaraçá: Feito, estou pronto! Tudo é melhor do que essa dor pelo amor não correspondido.
Deus: Pelo poder dado a mim, para que todo esse sofrimento desapareça, tu serás, a partir de hoje, até o encanto ser quebrado, um lindo pássaro com o canto mais belo e suave já ouvido na floresta.
(Deus transforma Quaraçá em pássaro)
Narrador: A partir daquele dia, por todos os lugares onde Anahí estava era seguida pelo Uirapuru e seu canto. Todas as noites ele pousava na tribo de Anahí, e o cacique, que também adorava o canto do pássaro um dia resolveu:
Cacique: Anahí, estou encantado por este pássaro, amanhã saio pela floresta para capturá-lo e trazê-lo para você.
Anahí: Não, deixe-o livre, assim ele pode encantar a todos com seu canto.
Cacique: Não, ele será meu. Eu sou o cacique da tribo e tenho direito a ter comigo o mais belo pássaro com o mais belo canto.
Narrador: Na manhã seguinte, bem cedo, o cacique parte em busca do Uirapuru.
Passaram-se vários dias e o cacique não voltou.
Anahí passou a andar triste, mas sempre seguida pelo Uirapuru que passava os dias a cantar para ela, na esperança de que sua amada descobrisse que por trás daquele canto estava Quaraçá, e assim o encanto ser quebrado e eles poderem viver felizes para sempre.

Os alunos do 8º Ano apresentaram a peça “O Uirapuru”, confira a galeria de fotos.


Autor: Orientação
Categoria: Destaque, Notícias

Comentar